“O Cuidado na Crise”: a atuação do psicólogo hospitalar na urgência e emergência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52572/revchronosurg.v2i1.38

Palavras-chave:

Psicologia, Emergência, Hospital, Atendimento de Urgência

Resumo

Objetivo: O presente estudo visa compreender de que forma o atendimento psicológico no momento da crise pode contribuir para a construção de uma vivência subjetiva mais humanizada e confortável ao paciente. Metodologia: O estudo se configurou como exploratório e descritivo, com base qualitativa a partir do método fenomenológico de investigação. Por meio da análise dos discursos de profissionais, pretende-se elucidar as potencialidades de ações existentes nessas circunstâncias, bem como identificar dificuldades associadas ao campo. Dessa forma, a pesquisa organizou-se em duas etapas: a primeira, com entrevistas aos profissionais que atuam no contexto da pesquisa, e a segunda com a análise de dados e produção do artigo científico, no qual se apresentaram os resultados e discussões. Resultados: evidenciou-se a relevância e os desafios dessa prática, corroborando para que o trabalho psicológico na unidade se mostre cada vez mais consolidado. Considerações finais: A unidade de urgência e emergência médica tem seu cuidado potencializado com a presença do psicólogo. Para isso, busca-se a ampliação de estudos hodiernos nessa temática a fim de colaborar com a formação de futuros profissionais da área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia Nádia Albuquerque dos Santos, Universidade Federal do Ceará

Psicóloga Residente em Cancerologia pela ESP/CE. Pós-graduada em Psicologia Hospitalar. Possui formação em Psicologia Hospitalar, Psico-oncologia, Cuidados Paliativos, Plantão Psicológico, Psicoterapia Breve Focal e Tanatologia. Idealizadora do instagram @nomundopsi

Jurema Barros Dantas, Universidade Federal do Ceará

Professora adjunta do Departamento de Psicologia - UFC e Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Saúde da Família da RENASF - FIOCRUZ. Fundadora e Coordenadora do LAPFES (laboratório de estudos em psicoterapia, fenomenologia e sociedade).

Referências

Angerami-Camon VA. Breve reflexão sobre a postura do profissional da saúde diante da doença e do doente. In: Angerami-Camon, VA, editor. Urgências psicológicas no hospital. São Paulo: Ed. Pioneira Thompson Learning; 2002. p. 41-60.

Azevedo AV, Crepaldi MA. A psicologia no hospital geral: aspectos históricos, conceituais e práticos. Estud. psicol. [internet]. 2016 Out-Dez [cited 2021 Feb 10]; 33(4):573-585. Available from: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-166X2016000400573&script=sci_arttext&tlng=pt.

Conselho Federal de Psicologia (BR). Resolução nº 14, de 20 de dezembro de 2000 [internet]. Institui o título profissional de Especialista em Psicologia e dispõe sobre normas e procedimentos para seu registro. Brasília, DF: [CFP]; 2000 [cited 2021 Feb 10]. Available from: http://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2006/01/resolucao2000_14.pdf.

Leite KL, Yoshii TP, Langaro F. O olhar da psicologia sobre demandas emocionais de pacientes em pronto atendimento de hospital geral. Rev. SBPH [internet]. 2018 Jul-Dez [cited 2021 Feb 21]; 21(2):145-166. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582018000200009.

Angerami-Camon VA. O imaginário e o adoecer: um esboço de pequenas grandes dúvidas. In: Angerami-Camos VA, editor. E a psicologia entrou no hospital. Belo Horizonte: Editora Artesã; 2017. p. 137-167.

Chiattone HB. A significação da psicologia no contexto hospitalar. In: Angerami-Camon VA, editor. Psicologia da saúde: um novo significado para a prática clínica. 2ª ed. São Paulo: Cengage Learning Edições; 2011. p. 145-233.

Simonetti A. Manual de psicologia hospitalar: o mapa da doença. 8ª ed. São Paulo: Casa do Psicólogo; 2016.

Holanda TC, Sampaio PP. Psicoterapia breve-focal: teoria, técnicas e casos clínicos. Fortaleza: Universidade de Fortaleza; 2012.

Angerami-Camon VA. Psicologia hospitalar: teoria e prática. 2ª ed. São Paulo: Editora Cengage Learning; 2018.

Mosimann LT, Lustosa MA. A psicologia hospitalar e o hospital. Rev. SBPH [internet]. 2011 Jun [cited 2021 Feb 11]; 14(1):200-232. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582011000100012.

Luz JR, Antoni L, Pereira JA, Vietcheneski J. O olhar da psicologia hospitalar frente ao paciente. Anais da Jornada Científica dos Campos Gerais [internet]. 2018 Out 31 [cited 2021 Feb 10]; 16. Available from: https://iessa.edu.br/revista/index.php/jornada/article/view/954.

Fossi LB, Guareschi NM. A psicologia hospitalar e as equipes multidisciplinares. Rev. SBPH [internet]. 2004 Jun [cited 2021 Feb 11]; 7(1):29-43. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582004000100004.

Xavier LP, Reis PP, Frassão MC. O trabalho do psicólogo junto à equipe de saúde. Rev. Ciênc. Saúde [internet]. 2016 [cited 2021 Feb 18]; 6(1). Available from: https://www.researchgate.net/publication/309000567_O_Trabalho_do_Psicologo_Junto_a_Equipe_de_Saude_The_Work_of_the_Psychologist_with_the_Health_Team.

Conselho Federal de Medicina (BR). Resolução nº 1451, de 17 de março de 1995 [internet]. Estabelece estruturas para prestar atendimento nas situações de urgência-emergência, nos Pronto Socorros Públicos e Privados. Brasília, DF: CFM; 1995 [cited 2021 Feb 15]. Available from: https://sistemas.cfm.org.br/normas/visualizar/resolucoes/BR/1995/1451.

Perez GH, Chaves G, Lopes SM. A escuta do corpo: psicoterapia do sujeito somatizante no contexto hospitalar. In: Elias VA, Peres GH, Moretto MLT, Barbosa, LN, editors. Horizontes da psicologia hospitalar: saberes e fazeres. São Paulo: Atheneu; 2015. p. 41-47.

Barbosa LN, Pereira JA, Alves V, Ragozini CA, Ismael SM. Reflexões sobre a ação do psicólogo em unidades de emergência. Rev. SBPH [internet]. 2007 Dez [cited 2021 Feb 20]; 10(2):73-81. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582007000200009.

Vieira MC. Atuação da psicologia hospitalar na medicina de urgência e emergência. Rev. Soc. Bras. Clín. Méd. [internet]. 2010 Nov-Dez [cited 2021 Feb 15]; 8(6):513-519. Available from: http://files.bvs.br/upload/S/1679-1010/2010/v8n6/a1602.pdf.

Sasdelli EN, Miranda EM. Ser: o sentido da dor na urgência e emergência. In: Angerami-Camon VA, editor. E a psicologia entrou no hospital. Belo Horizonte: Editora Artesã; 2017. p. 257-278.

Ficher AM, Carvalho FL, Perez JO, Antonechen AC, Verceze N, Siquinelli JP, et al. 18 anos do serviço de psicologia na unidade de emergência: dos primeiros passos à maioridade. Revista Qualidade HC [internet]. 2016 [cited 2021 Feb 20]. Available from: https://www.hcrp.usp.br/revistaqualidadehc/uploads/Artigos/141/141.pdf.

Silva SC. O lugar do psicólogo no contexto de urgência e emergência. Blucher Medical Proceedings [internet]. 2014 Jan [cited 2021 Feb 15]; 1(6):26-30. Available from: http://pdf.blucher.com.br.s3-sa-east-1.amazonaws.com/medicalproceedings/5jphmcl/005.pdf.

Rossi L, Gavião ACD, Lucia MC, Awada SB. Psicologia e emergências médicas: uma aproximação possível. Psicol. hosp. [internet]. 2004 Dez [cited 2021 Feb 15]; 2(2). Available from: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-74092004000200009.

Oliveira KP. A assistência psicológica aos casos de tentativa de suicídio no hospital geral. In: Angerami-Camos VA, editor. E a psicologia entrou no hospital. Belo Horizonte: Editora Artesã; 2017. p. 111-135.

Botega, NJ. Prática psiquiátrica no hospital geral: inter-consulta e emergência. Porto Alegre: Artes Médicas; 2002.

Giorgi A, Sousa D. Método fenomenológico de investigação em psicologia. Lisboa: Fim de Século; 2010.

Silva AC. Excesso de peso e obesidade em crianças que nasceram com muito baixo peso: vicissitudes das práticas alimentares na infância a partir da subjetividade materna [tese] [internet]. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; 2015. 213 p. [cited 2021 Feb 18]. Available from: http://repositorio.ufc.br/handle/riufc/57406.

Creswell JW. Estrutura para projeto. In: Creswell JW, editor. Projeto de pesquisa métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Armed; 2007. p. 21-42.

Frizzo CP. Possibilidades de atuação da psicologia na atenção à crise em saúde mental na emergência adulto do HU/UFSC [trabalho de conclusão do curso] [internet]. Santa Catarina: Universidade Federal de Santa Catarina; 2019. 27 p. [cited 2021 Feb 21]. Available from: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/203993/TCR%20Camila%20Paravisi%20Frizzo.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

Milhorim TK, Costa SB Neto. Manifestações corporais do sofrimento psíquico: psicossomática em contexto de pronto-socorro. Rev. SBPH [internet]. 2019 Jan-Jun [cited 2021 Feb 21]; 22(1):127-153. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582019000100008.

Sassi A, Oliveira S. Os desafios do psicólogo no atendimento a pacientes internados no pronto socorro. Psicol. rev. [internet]. 2014 [cited 2021 Feb 15]; 23(1):97-107. Available from: https://revistas.pucsp.br/psicorevista/article/view/20216.

Moura MD. Psicanálise e urgência subjetiva. In: Moura MD, editor. Psicanálise e hospital. 2ª ed. Rio de Janeiro: Revinter; 2000. p. 3-15.

Costa CF, Affini EP, Alves IB, et al. O atendimento psicológico em emergências: diferentes settings. In: Franco MHP, editor. A intervenção psicológica em emergências: fundamentos para a prática. São Paulo: Summus Editorial; 2015. p. 105-146.

Ferreira-Santos E. Psicoterapia breve: abordagem sistematizada de situações de crise. 5ª ed. São Paulo: Editora Ágora; 2013.

Oliveira RG. Concepções de profissionais da equipe interdisciplinar sobre a prática do psicólogo hospitalar [dissertação] [internet]. São Paulo: Universidade Estadual Paulista; 2019. 103 p. [cited 2021 Feb 12]. Available from: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/191144.

Bruscato WL, Kitayama MMG, Fregonese AA, et al. O trabalho em equipe multiprofissional na saúde. In: Bruscato WL, Benedetti C, Lopes SRA, editors. A prática da psicologia hospitalar na Santa Casa de São Paulo: novas páginas em uma antiga história. São Paulo: Casa do Psicólogo; 2010. p. 34-41.

Oliveira CP, Faria HM. Contribuições do psicólogo hospitalar em um serviço de urgência e emergência do munícipio de Juiz de Fora: concepções da equipe multidisciplinar. Cadernos de Psicologia [internet]. 2019 [cited 2021 Feb 12]; 1(2). Available from: https://seer.cesjf.br/index.php/cadernospsicologia/article/view/2493.

Toledo AL, Prizanteli CC, Polido KK, et al. A saúde emocional do psicólogo que atua em situações de emergência. In: Franco MHP, editor. A intervenção psicológica em emergências: fundamentos para a prática. São Paulo: Summus Editorial; 2015. p. 147-188.

Critelli D. Martin Heidegger e a essência da técnica. Margem [internet]. 2002 Dez [cited 2021 Feb 21]; 16:83-89. Available from: https://www.pucsp.br/margem/pdf/m16dc.pdf.

Downloads

Publicado

20-08-2022

Como Citar

1.
Santos LNA dos, Dantas JB. “O Cuidado na Crise”: a atuação do psicólogo hospitalar na urgência e emergência. Rev. Chronos Urg. [Internet]. 20º de agosto de 2022 [citado 28º de setembro de 2022];2(1):e2122.38. Disponível em: https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/38