Revista Chronos Urgência https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia <p>A Revista Chronos Urgência (Rev. Chronos Urg.), vinculada ao Núcleo de Educação Permanente do SAMU 192 – Regional Fortaleza, é um periódico científico de Publicação Continuada <em>(rolling pass)</em> que tem como missão publicar artigos científicos relevantes no sentido mais amplo dos diferentes aspectos das urgência/emergência em saúde de forma a contribuir para a disseminação do conhecimento na área da urgência e emergência, tanto pré-hospitalar quanto hospitalar e pós-hospitalar.</p> <p><strong>e-ISSN: 2763-5872</strong></p> pt-BR <div> <p>Esta licença maximiza a disseminação e uso dos materiais licenciados pois permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais e, embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito pela criação original ao autor e publicação pela Rev. Chronos Urg. e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.</p> </div> nep@samu.fortaleza.ce.gov.br (Núcleo de Educação Permanente) claudio.azevedo@samu.fortaleza.ce.gov.br (Cláudio Azevedo) Wed, 31 Mar 2021 00:00:00 -0300 OJS 3.3.0.6 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Evolução na Formação de Facilitadores para Educação Permanente pelo Núcleo de Educação Permanente do SAMU 192 Regional Fortaleza https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/10 <p>Objetivo: esse estudo visa apresentar a evolução das mudanças metodológicas na formação de profissionais para a educação permanente em saúde. Metodologia: trata-se de um estudo descritivo, de natureza qualitativa, baseado em análise documental sobre a Capacitação de Tutores e Facilitadores em Educação Permanente em Saúde no SUS, em execução pelo Núcleo de Educação Permanente do SAMU 192 Regional Fortaleza desde janeiro de 2013, capacitando profissionais da área da saúde para facilitar educação permanente em seus serviços. Resultados: a capacitação passou por cinco fases ao longo do tempo, integrando-se como atividade educacional da Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza e impulsionando a construção do Plano Municipal de Educação Permanente em Saúde. Considerações finais: percebeu-se uma evolução na abordagem metodológica e na ênfase do aprendizado, de uma formação mais técnica, para a implementação da Educação Permanente em Saúde no serviço, para uma formação reflexiva individual, uma reflexão do sujeito enquanto fomentador de mudanças onde quer que esteja. Passou-se a promover o desenvolvimento das habilidades de aprender a aprender, da autonomia e aprendizagem colaborativa, para promover a criatividade e, principalmente, para “aprender a Ser para poder ser com os outros como se é consigo mesmo”.</p> Cláudio Roberto Freire de Azevedo, Juliana Araújo de Medeiros Copyright (c) 2021 Cláudio Roberto Freire de Azevedo, Juliana Araújo de Medeiros https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/10 Sat, 10 Jul 2021 00:00:00 -0300 Vidas e Tempos https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/7 Cláudio Roberto Freire de Azevedo Copyright (c) 2021 Cláudio Roberto Freire de Azevedo https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/7 Wed, 31 Mar 2021 00:00:00 -0300 Uso do Design Thinking para o Desenvolvimento e Construção de Projetos Educacionais em Saúde utilizando Tecnologias de Informação e Comunicação https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/20 <p>Objetivo: relatar a experiência de utilização do Design Thinking como proposta metodológica para o desenvolvimento e construção de projetos educacionais utilizando Tecnologias de Informação e Comunicação pelos educadores do Núcleo de Educação Permanente do SAMU 192 – Regional Fortaleza. Metodologia: trata-se de estudo descritivo, de natureza qualitativa, baseado em relato de experiência do uso do Design Thinking por seis educadores do serviço, no período de março a junho de 2020. O desenvolvimento e construção dos projetos educacionais ocorreu à distância, através de aplicativo para videoconferências, utilizando as fases de inspeção, ideação e implementação do Design Thinking. Resultados: a utilização do Design Thinking aumentou o potencial reflexivo e criativo do grupo, através do uso do pensamento abdutivo associado aos pensamentos convergente e divergente, o que culminou com a construção de material educacional autoinstrucional. Considerações Finais: essa experiência permitiu ao grupo desenvolver um trabalho baseado na aprendizagem colaborativa à distância, de forma a aplicar, analisar, sintetizar e criar produtos no ambiente virtual de aprendizagem, de forma a ampliar as ofertas de propostas educacionais do serviço para a educação à distância, contribuindo assim, para melhor qualificação da Educação Permanente no município de Fortaleza.</p> Thaúsi Frota Sá Nogueira Neves Souza, Daniel Vale Pereira, Cláudio Roberto Freire de Azevedo Copyright (c) 2021 Thaúsi Frota Sá Nogueira Neves Souza, Daniel Vale Pereira, Cláudio Roberto Freire de Azevedo https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/20 Sun, 01 Aug 2021 00:00:00 -0300 Avaliação de Competências em Suporte Básico de Vida em Serviço de Atendimento Móvel de Urgência https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/9 <p>Objetivo: relatar a experiência de avaliação diagnóstica de competências no suporte básico de vida prestado pelos condutores e técnicos de enfermagem do SAMU 192, em Fortaleza. Metodologia: estudo descritivo, de abordagem qualitativa, do tipo relato de experiência sobre avaliação de competências realizada com 193 profissionais, a fim de verificar as competências técnicas destes sobre suporte básico de vida, em fevereiro de 2015, em 3 estações, contemplando o atendimento ao trauma, reanimação cardiopulmonar e procedimentos de segurança. Resultados: participaram 130 profissionais (67,4% do total); 63 não se disponibilizaram à avaliação. Aqueles que compareceram perfizeram um total de 368 avaliações, pois alguns não realizaram as três estações (chamados para ocorrências, desistências e resistências); somente 27 (20,8%) obtiveram conceito satisfatório em todas as estações e 73 (56,1%) obtiveram satisfatório somente em uma ou em nenhuma estação. Percebeu-se melhor qualificação dos condutores, em relação aos técnicos de enfermagem. Foram observados incidentes críticos na avaliação diagnóstica. Considerações finais: foram evidenciadas as fragilidades do serviço no âmbito técnico-administrativo (formas de atendimento e fluxos de trabalho), mas também nos aspectos afetivo-atitudinais, pessoais ou interpessoais. Como consequência, planejou-se uma total reformulação dos processos educacionais na implementação da educação permanente no serviço.</p> Cláudio Roberto Freire de Azevedo, Juliana Araújo de Medeiros, Julyana Gomes Freitas, Wilcilene Oliveira dos Santos, Cláudia Regina de Castro Lima Copyright (c) 2021 Cláudio Roberto Freire de Azevedo, Juliana Araújo de Medeiros, Julyana Gomes Freitas, Wilcilene Oliveira dos Santos, Cláudia Regina de Castro Lima https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://chronos.samu.fortaleza.ce.gov.br/index.php/urgencia/article/view/9 Sat, 05 Jun 2021 00:00:00 -0300